•   43 3426.3673 · 43 3034.3677

Ler deitado ou sentado faz diferença?

Ler deitado ou sentado faz diferença?

Estudar na cama é mais gostoso, vai. Você pode se ajeitar, encontrar uma posição que fique confortável. Quando é apenas leitura então, nem se fala. Você consegue ler deitado, pode ler com as costas encostadas na parede, pode até ler sentado na cama como um índio…

Mas será que isso é legal para os seus estudos?

Quem nos respondeu dessa vez foi Natália Zanardi Ortiz, consultora em organização e especialista em rotina escolar. A resposta dela foi muito clara: a verdade é que quando estudamos na cama não temos o mesmo rendimento de quem estuda numa mesa organizada.

Lembra daquela história de estudar com mais qualidade e menos quantidade? Esse é o foco. “Os adolescentes já têm uma natural preguiça, por conta de seus hormônios”, explica Natália. Estudar deitado pode acentuar ainda mais essa sensação.

Isso acontece por um motivo simples: o cérebro está acostumado a algumas coisas, e, estando deitado, ele vai entender que é hora de dormir.

“Não adianta ficar de pijama, estudando todo jogado porque o cérebro é assim: você vai bocejar e vai te dar sono. O seu próprio cérebro não entende que você está estudando”, descreve Natalia.

Quando o cérebro não entende que “é hora de aprender”, ele não assimila todo o conteúdo e provoca a sensação de estudar, estudar e estudar, sem lembrar de grande parte do que foi visto bem na hora da prova.

Resumindo: ler sentado ou deitado faz diferença sim! Se essa leitura fizer parte de um momento de lazer, onde o estudante procura relaxar: não há problema algum em se fazer isso deitado. Agora, se essa leitura for parte de estudo para o vestibular ou qualquer outra prova, isso pode indicar um problema futuro para o aluno. 



Fonte: stoodi.com